22/12/2014



LEITORES - 20/12/2014

Leitores On Line


Participe da coluna A Voz dos Leitores, enviando texto e fotos para leitores@avozdaserra.com.br. Mensagens sem identificação completa e textos digitados com todas as letras maiúsculas serão desconsiderados para publicação. Em razão do espaço, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal também se reserva o direito de publicar ou não as cartas dos leitores. Para o envio de fotografia, o leitor confirma que é o autor da mesma ou possui autorização para distribuí-la, e autoriza expressamente o jornal A VOZ DA SERRA a publicá-la no meio impresso ou digital. 


Rua Otília Pereira Schuabb

Espelho da Prefeitura Municipal de Nova Friburgo, rua afetada pela tragédia de 2011 no Parque D. João VI até hoje se encontra do mesmo jeito. Metade da rua caiu, precisando de um muro, as águas das chuvas correm livremente pelas calçadas trazendo todo tipo de sujeiras, não há canaletas nem bueiros, lixeiro aqui não passa devido à largura da rua, moradores obrigados a carregarem seus lixos por mais de 500 metros para depositar em uma lixeira repleta que não é recolhida sistematicamente. Esgoto corre a céu aberto, proliferando ratos, mosquitos, baratas e demais insetos. Capina, nossa, que palavra rara. Buracos, nossa, que constante. Se trocássemos as palavras capinas e buracos, como seria legal. Deixo aqui meu protesto. 

Otilia


Que cidade é esta

O departamento de posturas da Prefeitura multou e proibiu que se realize todos os domingos o samba na feira de Olaria, que acontece já há dois anos, alegando que uma senhora caiu ao não poder passar pela calçada. Acontece que a referida senhora é deficiente, e não foi por causa da passagem. E sim por causa de meia dúzia de mal-amados que não gostam de música. O samba na feira acontece sempre a partir das 10h30 e não se usa microfone, e a rua é fechada para ônibus. O povo humilde não pode mais se divertir. Por que não multam certo estabelecimento na Rua Portugal que invade a calçada e atrapalha a circulação das pessoas? Dois pesos, duas medidas. Vão fechar uma roda de samba no baixadão do Dedé, no morro do Ruy. Mas sem polícia.

Luiz Carlos Quintieri


Para todos

Com todo respeito ao pastor da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Central, o Sr. veio se manifestar sobre o acidente que quebrou o portão da igreja, mas, e os outros acidentes que aconteceram nessa mesma via, não merecem a sua manifestação? O terror que o Sr. viu que aconteceu no entorno do seu templo não é o mesmo que acontece em todos os imóveis dessa via? Todos os imóveis e vidas estão em perigo, a falta de respeito, de educação é com todos. As autoridades INcompetentes têm que tomar alguma providência sim, e em prol de todos.

Rosangela Bussinger


Cordoeira

Prezada equipe de A Voz da Serra, classifico como cheia de verdades, é assim que descrevo a matéria do jornal sobre as necessidades do Cordoeira. A comunidade, que conheço bem, é maravilhosa; participei de perto de muitas conquistas quando fui diretor do Colégio Municipal Padre Rafael. Com uma atividade constante, reduzimos a violência e a evasão escolar, aumentamos a média no aprendizado, ampliamos o número de profissionais. Aumentamos de 174 para mais de 500 o número de alunos matriculados, conquistamos com a comunidade a creche e o ginásio de esportes. Em ações sociais formamos centenas de jovens em informática e no Senac, no Projeto Portal do Futuro. Porque falo tudo isso? É um contraste com a realidade de abandono de equipamentos públicos, falta de interesse pelo bem-estar da população local. Infelizmente é uma verdade. Quando estávamos trabalhando na comunidade, os jornais e a imprensa de modo geral tinham muitas notícias positivas para dar. A comunidade merece uma maior atenção. Os jovens não podem ficar sem esporte, lazer e cultura. As crianças precisam de seu espaço, o idoso deve conviver em um ambiente seguro, as famílias precisam ser respeitadas nos seus direitos.

Edson Flavio




Colunistas
Professor Kato - Precisão nipônica e simpatia latina
O professor japonês Cláudio Hideo Kato dá nome à via no bairro Braunes, próximo à Curva da Macumba. Exímio desenhista, dedicou-se pouco à arte pois...

Outras Colunas

Leia o Jornal a Voz da Serra Digital, e fique sabendo tudo que acontece na região serrana!
+ Veja mais Charges