12/09/2011



Alto do Floresta: jovem de 18 anos preso com crack e cocaína em boca de fumo


Traficante já procurado pela polícia foi flagrado por PMs que se embrenharam em trilha

Preso o “Jackie Chan” do Dedé com crack e cocaína em boca de fumo

A equipe do Patrulhamento Tático Motorizado (Patamo 1) do 11ºBPM deu mais uma baixa no tráfico de drogas no Loteamento Alto do Floresta, o Morro do Dedé, distrito de Conselheiro Paulino, na tarde da última quinta-feira, 8. Josué Batista Souza, o “Jackie Chan”, 18 anos, foi preso em flagrante num conhecido ponto de venda de drogas na Rua Aureliano Barbosa Faria, próximo à localidade conhecida como Corrimão. Na operação foram recolhidas 20 pedras de crack envoltas em sacolés personalizados com a inscrição “O Pânico – Crack de R$ 10”; 22 sacolés de cocaína com a inscrição “Trem Bala – Pó de R$ 5”, com a sigla da facção criminosa Comando Vermelho; e ainda R$ 43 que estavam no bolso da bermuda de Jackie Chan, que confessou aos policiais militares terem sido apurados com a venda de entorpecentes naquela tarde na boca de fumo.
A equipe do Patamo 1 integrada pelo sargento David e os soldados Gilber, Flaner e Maurício desencadeou a operação de repressão ao tráfico na quinta-feira após receber uma informação de que Jackie Chan estaria na boca de fumo vendendo drogas. Os policiais deixaram a viatura do batalhão num local estratégico e se embrenharam na mata seguindo por uma trilha onde ficaram de tocaia observando a movimentação do tráfico no Alto do Floresta. Do local, os PMs perceberam a aproximação de usuários que entregavam dinheiro a Jackie Chan e recebiam drogas em seguida. Foi possível constatar ainda que a “carga” de entorpecentes estava escondida em sacolas plásticas camufladas num barranco. Num determinado momento foi feito o flagrante e Jackie Chan não reagiu.
Levado para a 151ªDP, ele apenas disse em depoimento ao delegado titular Luís Cláudio Cruz que vendia drogas para uma traficante do bairro conhecida como Tia, a fim de conseguir quitar uma dívida de R$ 600 com o chefe do tráfico no Dedé, pois perdera uma carga recentemente. Jackie Chan, contudo, não revelou para quem trabalhava no tráfico. O jovem foi conduzido ao setor de custódia da Polinter, anexo à delegacia, e deverá ser transferido para uma unidade prisional do estado nos próximos dias.

Preso acusado de ter baleado homem mês passado no Cordoeira

Através de uma informação anônima ao disque denúncia do 11ºBPM, telefone 2523-4590, agentes do serviço de inteligência (P2) do batalhão prenderam em flagrante na quinta-feira, 8, em frente à Prefeitura de Nova Friburgo, na Avenida Alberto Braune, Wellington Luiz Cunha, o Chuca, 22 anos. Ele é acusado de ter baleado no último dia 21 de agosto Ederson Gomes dos Santos, 30 anos, com quatro tiros de pistola 380 no rosto, tórax e nas mãos, na Rua Darcília dos Santos, próximo ao Posto de Saúde Ariosto Bento de Mello, no Cordoeira. Chuca, inclusive, já tinha um mandado de prisão expedido pela Vara Criminal do município por conta desse atentado. Os agentes da P2 também recolheram a pistola 380 usada no crime. A arma com numeração raspada e quatro munições intactas estava escondida embaixo de um guarda-roupa na casa da namorada de Chuca, no Jardim Ouro Preto, distrito de Conselheiro Paulino. A jovem de 18 anos não ficou presa.
Na 151ªDP, Chuca confessou ao delegado titular Luís Cláudio Cruz que a arma fora usada na tentativa de assassinato de Ederson. Ele foi socorrido por um policial militar no pátio de uma igreja evangélica na Avenida Geremias de Mattos Fontes (descida do viaduto) no Paissandu. Ederson conseguiu escapar do atirador descendo as ruas do Cordoeira rapidamente. Na ocasião, Ederson disse à polícia que fora ao Cordoeira na noite do dia 21 de agosto para um encontro marcado e percebeu quando um outro homem entregou a arma ao atirador que tentou matá-lo.

Deixe seu comentário

Colunistas

Outras Colunas