11/11/2014



Indicação Legislativa busca padronizar faixa de pedestres em Nova Friburgo

Márcio Madeira
bastidoresdapolitica@avozdaserra.com.br


Uma Indicação Legislativa elaborada pelo vereador Cláudio Damião pretende padronizar as faixas de pedestres de Nova Friburgo, em moldes parecidos aos que orientaram a faixa elevada no entorno da Praça Marcílio Dias, no Paissandu.

"Nossa pavimentação urbana é muito ruim em boa parte da cidade. No Centro, as irregularidades no piso fazem das ruas verdadeiras armadilhas aos pedestres, em especial para idosos, gestantes ou portadores de deficiência”, argumentou o vereador. "Para resolver o problema, tenho levado aos prefeitos que se sucedem desde 2009 a sugestão de faixas padronizadas e elevadas em relação ao nível das ruas”, continuou Cláudio Damião.

Conforme sua redação final, a indicação, caso venha a ser acatada pelo Executivo, "obriga o município de Nova Friburgo a dimensionar e projetar as faixas de pedestres em relevo superior ao do nível da superfície da via”. Em sua justificativa, o documento lembra que "várias são as ocorrências que relatam infelizes episódios envolvendo vítimas no trânsito em sua maioria pedestres e motoristas desavisados. Precisamos de um trânsito mais seguro e responsável, onde o condutor de veículo automotor perceberá no trecho a faixa de pedestres destacada, e de modo mais avisado, terá melhores condições de operar velocidade compatível com o trecho e, conseguintemente respeitando o pedestre que sempre deverá ser o mais tutelado nas ações públicas que disciplinem o trânsito”.

Quanto aos custos, a indicação faz uma ponderação de médio prazo. "A implantação desse novo modelo de faixa inicialmente é mais cara, mas sua manutenção é feita a cada cinco anos, e não a cada período de 6 meses como a de pintura comum”.


Orçamento da Educação para 2015 foi tema de debate na Câmara

Foi realizada na última sexta-feira, 7, a terceira audiência pública sobre o orçamento da Prefeitura para o exercício de 2015. Na pauta do encontro — convocado pelo vereador Marcelo Verly, presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara — o debate em torno da proposta orçamentária da Secretaria de Educação.

A audiência foi presidida pelo vereador Ricardo Figueira, também membro da Comissão de Finanças e Orçamento. Presente ao encontro, a secretária municipal de Educação, professora Tânia Trilha, apresentou os valores propostos para a pasta na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2015, que no momento está tramitando na Câmara e pode receber emendas até meados de novembro, devendo ser aprovada até o início de dezembro.

O debate foi aberto após a apresentação da secretária, permitindo que fossem esclarecidas dúvidas em relação aos números apresentados, e apresentadas outras questões relacionadas à Educação pelos demais vereadores e representantes presentes.

Ao final da audiência, Marcelo Verly lembrou que ainda serão realizadas mais duas audiências, uma no dia 14 e a última no dia 21, quando serão debatidas as propostas das demais secretarias. Como ocorreu em todos os encontros anteriores, a população está convidada a participar do debate.


Colunistas

Outras Colunas

Leia o Jornal a Voz da Serra Digital, e fique sabendo tudo que acontece na região serrana!
+ Veja mais Charges